Consoada de Natal

Bacalhau com batata e legumes

 

 

No dia 24 de dezembro, é tradição reunir familiares e amigos à volta da mesa da consoada. Este convívio é inegavelmente saudável à alma, mas excessos alimentares podem ter reflexos negativos no corpo.

Embora outros pratos façam parte da tradição na mesa de Natal, como o polvo (região do Douro e Minho), o cabrito (região da Beira Alta) ou o peru (região de Trás-os-Montes), o bacalhau é, sem dúvida, a principal referência gastronómica. Pode ser preparado de várias maneiras, mas tradicionalmente é cozido à posta e acompanhado com batata, couves e outros legumes.

De seguida, são deixados alguns cuidados que deve ter na preparação da consoada.

 

Recomendações na preparação da Consoada – bacalhau com batata e legumes

Doentes renais crónicos:

  • Pode optar por dar um toque mais moderno à consoada, preferindo um prato de bacalhau desfiado, como o bacalhau com natas. Deste modo, mantém a tradição, mas irá utilizar menos bacalhau, logo a sua alimentação terá menor teor de proteínas, que em excesso contribuem para agravar a função renal.
  • As regras de preparação do bacalhau são idênticas às referidas para quem faz hemodiálise.
  • Caso apresente o potássio com valores no sangue superiores a 5mg/dl pode igualmente demolhar os legumes, como indicado para quem realiza hemodiálise.

 

Doentes renais crónicos em diálise:

  • O bacalhau deve ser bem demolhado, colocado no frio, em água abundante, com a pele do lado de cima, mudando de água várias vezes, durante um período que deve depender da espessura das postas, mas que a título de exemplo para o bacalhau crescido deve ser de 12 horas.
  • Para quem faz hemodiálise, de modo a reduzir o potássio, os legumes que acompanham o prato, devem ser colocados em água fria sem sal até atingir fervura durante uns minutos e depois substituir essa água por outra a ferver até terminar a cozedura. Adicionalmente, os tubérculos (batatas, cenouras, nabo) podem ser demolhados em água abundante, no frio, durante o dia anterior, mudando de água várias vezes.
  • Confecionar com menos sal irá diminuir a sua sensação de sede e ajudar a controlar a quantidade de líquidos que ingere.
  • Nestes dias, abdique da sopa.

 

Recomendações na preparação da Consoada – sobremesa

Para os doentes renais crónicos e para os que se encontram em hemodiálise, ter em atenção que os frutos oleaginosos como as nozes, pinhões ou amêndoas (habitualmente chamados de frutos secos) são ricos em potássio e fósforo, pelo que, apesar de poder comer, não deve exagerar. Nas sobremesas típicas, filhoses e sonhos, há alguma liberdade, mas evite o excesso.

Para os transplantados renais, apesar do Natal ser a ocasião em que as restrições são menores, modere o seu consumo de doces natalícios e de bebidas alcoólicas. ‘Prove’ os fritos e prefira sumos naturais ou chás para acompanhar as refeições.

 

Dica da dietista: O meu conselho é que não encare estas indicações como restrições, mas como um modo de se alimentar com prazer e moderação. E não se esqueça de cometer muitos excessos com abraços, convívio e partilha!

 

 

Imagem:
Christmas 2013 19 de Karen Montgomery sob licença CC BY-NC-SA 2.0