Esperança, realidade e informação: três armas poderosas nos três anos do Pelo Rim

 

A cada hora que passa cinco pessoas são adicionadas às listas de espera para transplante, em toda a Europa. Impressionado?

A realidade é dura, mas tem de ser encarada. Em 2015, mais de 39 mil pessoas receberam um órgão (64% doações de rins), mas no mesmo período, foram acrescentadas mais de 47 mil pessoas às listas de espera.

 

No Pelo Rim, procuramos dar o nosso contributo, disponibilizando informação sobre a temática junto da nossa comunidade e tentando a cada dia alargar o alcance da informação e da nossa causa.

 

Em 2015, morreram 6 702 doentes enquanto esperavam por um transplante, 18 pessoas por dia.

Os números impressionam, mas não pretendem deixar uma mensagem de desânimo, antes pelo contrário. Conhecendo esta realidade e tendo em conta que este mês se assinala o Dia Europeu da Doação de Órgãos e Transplantes, quisemos aproveitar este dia, em que celebramos o nosso terceiro aniversário, para também nós passarmos uma mensagem de esperança e incentivá-lo a olhar para o futuro com a confiança de que com a nossa ajuda, em breve, estes números poderão ser outros, muito mais positivos.

“Trazer de volta a esperança aos doentes em lista de espera” foi o tema do Dia Europeu da Doação de Órgãos e Transplantes deste ano, uma mensagem forte e que não deixa ninguém indiferente, sobretudo quando acompanhada destes dados, que espelham bem a dimensão do problema.

 

Hoje completamos o terceiro aniversário com o sentimento de que estamos no bom caminho, prontos para continuar a caminhada.

 

Mas se hoje o Pelo Rim está em festa, vamos focar-nos no que há de mais positivo nos dados divulgados.

  • Sabia que um dador apenas pode salvar oito vidas através da doação de órgãos e ajudar a salvar mais de cem com a doação de tecidos?
  • Sabia que, em 2015, registaram-se na Europa 25 656 transplantes renais, o que evitou quatro milhões de diálises?
  • Sabia que houve um aumento de 4,7% dos dadores cadáver e de 1,9% de dadores vivos, em 2015?

 

  • Ainda assim, a taxa de recusa dos familiares quando chega a altura da doação permanece ainda bastante alta ao nível europeu. Provavelmente, pela falta de informação que, em muitos casos, ainda leva a melhor.

 

Estes dados dão-nos uma esperança renovada nos serviços de saúde europeus, no próprio processo de transplantação e mostram-nos como a disseminação de informação relativa à transplantação pode ajudar a salvar vidas.

No Pelo Rim, procuramos dar o nosso contributo, disponibilizando informação sobre a temática junto da nossa comunidade e tentando a cada dia alargar o alcance da informação e da nossa causa.

Por isso, hoje completamos o terceiro aniversário com o sentimento de que estamos no bom caminho, prontos para continuar a caminhada.

E você? Já deu o seu contributo? Fale sobre a importância da doação a quem está ao seu lado neste momento. Fale sobre isso com os seus amigos e familiares e, quem sabe, só por promover esse pequeno debate estará a ajudar alguém em algum momento.

É caso para pedir emprestado o slogan: ajudar nunca foi tão fácil!

Hoje, também estão de parabéns todos aqueles que nos procuram, aqueles que leram um artigo no nosso site, que partilharam uma informação nossa nas redes sociais, que falaram sobre isso em casa ou no trabalho, ou simplesmente os que refletiram sobre alguma questão aqui colocada. PARABÉNS a todos vocês!

 

Veja os dados divulgados pelo European Day for Organ Donation and Transplantation 2017:

 

Imagens:
Annie Spratt via Unsplash