A doença renal no verão

 

O melhor do verão é o Sol e, com ele, as temperaturas altas. Os doentes renais também podem aproveitar estes dias, mas devem estar particularmente atentos aos perigos da desidratação, que agravam a função renal.

 

São, assim, indicados um conjunto de cuidados que os doentes renais devem ter em atenção:

  1. Evitar a exposição solar nas horas de maior calor.
  2. Usar roupas frescas.
  3. Beber muitos líquidos.

 

Existem, no entanto, algumas particularidades:

  1. Os doentes em diálise, particularmente os doentes em hemodiálise, devem avaliar o seu peso seco e fazer a hidratação de acordo com o mesmo.

 

A praia ou a piscina são também uma mais valia desta altura do ano.

  1. Os doentes que têm cateteres de diálise ou hemodiálise devem ter particular cuidado com a praia e/ou piscina, uma vez que não se podem molhar, dado o risco de desenvolver infeção. O campo pode ser uma ótima alternativa para quem não consegue resistir a um mergulho, mas tem um cateter.
  1. Os doentes recém-transplantados devem evitar os espaços públicos no primeiro ano com especial relevância nos três primeiros meses, pelo que as férias devem ser mais reservadas nessa altura.
  1. Há ainda um cuidado muito importante a não esquecer: o protetor solar! Os doentes transplantados têm elevado risco de desenvolver neoplasias da pele (pelo uso de imunossupressão), por isso o fator aconselhado é sempre o 50, e aplicado em todas as situações.
  1. Os doentes com lúpus também não se podem esquecer do uso do protetor solar (fator aconselhado é o 50), pois a exposição solar pode deflagrar uma recaída da doença.

 

Nestas férias, não se esqueça: o Sol quando nasce é para todos, mas não descure os seus cuidados!