15 dicas para ajudar a controlar a medicação

 

A toma da medicação, qualquer que seja a situação clínica, é um aspeto importante quando se tem um problema de saúde. No caso dos transplantados renais, esta assume um papel ainda mais preponderante, na medida em que contribui, de forma decisiva, para a preservação da sua saúde e do novo rim. É um comportamento de grande responsabilidade que tem de fazer parte da rotina dos transplantados renais.

 

Apresentamos 15 dicas que podem tornar esta tarefa mais fácil:

  1. Use um programador da medicação, selecione determinadas alturas do dia para tomar a medicação e não as altere.
  2. Use o alarme do telemóvel ou um relógio com alarme para lembrar da altura em que deve tomar a medicação.
  3. Prepare antecipadamente uma caixa própria para medicamentos que contenha a quantidade necessária para uma semana de tratamento. Esta sugestão vai ajudá-lo a reparar que, por exemplo, se esqueceu de tomar a última dose dos seus medicamentos. Por outro lado, também o ajuda a verificar se está na altura de adquirir mais medicamentos.
  4. Se optar por distribuir os medicamentos numa caixa própria para a semana, certifique-se de que a caixa fica bem fechada para evitar a perda dos medicamentos ou que os medicamentos de diferentes dias se misturem, no caso de se espalharem pela mala, por exemplo.
  5. Coordene a toma da medicação com outras atividades durante o dia, como, por exemplo, as refeições para tomar os medicamentos que devem ser ingeridos com alimentos.
  6. Se tiver que tomar os medicamentos em alturas diferentes do dia, separe os medicamentos em caixas e coloque uma identificação da hora ou da altura do dia que tem de tomar a sua medicação.
  7. Tenha a medicação diária numa embalagem própria para que a possa transportar consigo para todo o lado.
  8. Armazene os medicamentos de forma correta.
  9. Quando tiver de viajar, leve consigo medicação extra que ultrapasse a quantidade estritamente necessária para os dias de viagem.
  10. Se tiver de viajar, certifique-se se é ou não necessário apresentar uma declaração para justificar a necessidade de transportar medicamentos consigo.
  11. Anote num papel ou no telemóvel, por exemplo, os medicamentos que vai precisar de pedir ao seu médico na consulta.
  12. Peça as receitas dos seus medicamentos com antecedência antes de estes terminarem.
  13. Quando está na consulta, certifique-se que tem as receitas todas, que estas contêm os medicamentos que precisa e na dose que necessita e que dão até à próxima consulta.
  14. Conheça os medicamentos pelo nome, que dose deve tomar e a razão da toma do medicamento.
  15. Sempre que o seu médico altere a dose, a frequência da sua medicação ou até mesmo retire ou acrescente algum medicamento, anote essa informação para evitar esquecimentos.

 

Beba bastante água para ajudar a movimentar a medicação no seu organismo. O seu rim também vai agradecer este gesto.

 

Controlar a medicação pode ser uma tarefa difícil, porque o transplantado renal passa a tomar mais medicamentos do que alguma vez já tomou. O sucesso desta tarefa depende do seu empenho e da sua capacidade de organização. É importante ter sempre em mente que a adesão à terapêutica constitui um dos fatores mais importantes para o sucesso do transplante renal. Por isso, não descure nunca esta questão. As famílias são uma peça fundamental em todo o processo terapêutico pelo que deve envolver a sua família, caso necessite de apoio para controlar a medicação.

 

Não esquecer também que tão importante como a toma da medicação, é que a terapêutica prescrita seja efetivamente seguida, sem alterações. A não adesão terapêutica em transplantados renais aumenta os custos do tratamento e a utilização desnecessária dos serviços de saúde como, e principalmente, reduz a qualidade de vida do transplantado renal.

 

Seja cumpridor. O transplante oferece a possibilidade de um recomeço na sua vida, mas o bom funcionamento do seu novo rim também depende muito de si. Cuide do seu rim!

 

 

 

Imagem:
Pills de Jamie sob licença CC BY 2.0

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here